Menu

Legislação sobre os cursos



Os cursos ministrados pelo prof. João Carlos Magalhães, não possuem vínculo institucional nem acadêmico com qualquer instituição de ensino ou grupo estrangeiro.

O registro dos cursos e dos certificados são válidos em todo o território nacional, pela Biblioteca Nacional RDA e ABRATH.

Os Cursos e Treinamentos, são voltados à Qualificação e Capacitação Profissional, exigência hoje do mercado de trabalho, e estão de acordo com a Lei n° 9.394/96 (Lei de Diretrizes e Bases da Educação), os Cursos Livres e Profissionalizantes enquadram-se na categoria de Formação Inicial e Continuada ou Qualificação Profissional, proporcionando ao aluno conhecimentos que lhe permitam inserir-se no mercado de trabalho, ou ainda aperfeiçoar seus conhecimentos em área especifica.

Estes cursos reúnem informações de vários mestres, desenvolvedores e terapeutas e respeitamos as marcas e patentes registradas por todos, assim como utilizamos "nomes comuns" para nomear e trabalhar no ensino das mesmas, mas vale salientar que a legislação exclui de proteção como invenção e modelo de utilidade uma série de ações, criações, ideias, atividades intelectuais, descobertas científicas, métodos ou inventos que não possam
ser industrializados, tais como, técnicas cirúrgicas ou terapêuticas aplicadas sobre o corpo humano.

Mesmo assim, durante nossos cursos, informamos e delegamos todas as honrarias aos mestres, descobridores e terapeutas, que ajudaram a estas técnicas terapêuticas chegarem ao conhecimento e a prática pública.

Magia Divina das Velas




As velas, em si, são um mistério religioso disseminado por todas as religiões do mundo e só algumas não a adotam. Mas se soubessem que elas têm uma utilidade importantíssima, com certeza também adotariam o seu uso durante os rituais.

As velas são um substituto muito prático às piras ardentes da antiguidade, nos remotíssimos cultos às divindades do fogo, saudadas com tochas ardentes ou fogueiras.

O fato é que as velas são um mistério em si e, quando acesas magística ou religiosamente, são um poderoso elemento religioso mágico, energético e vibratório que atua no espírito de quem receber sua irradiação ígnea.

O uso religioso das velas justifica-se porque quando as acendemos, elas tanto consomem energias do prana quanto o energizam, e seus halos luminosos interpenetram as sete dimensões básicas da vida, enviando a elas suas irradiações ígneas.

É essa capacidade das velas que as tornam elementos mágicos por excelência, pois por meio de suas irradiações e suas vibrações incandescentes é possível todo um intercâmbio energético com os seres que vivem em outras dimensões e com os espíritos estacionados nas esferas ou níveis vibratórios positivos e negativos.

Essa capacidade delas justifica seu uso até quando são acesas para o espírito de alguém que desencarnou, pois ele irá receber um fluxo luminoso, curador de seu corpo energético, fortalecedor de seu mental e terá seu emocional reequilibrado, caso tenha sido atraído pelo magnetismo de uma esfera ou nível vibratório negativo. Mas caso esteja em alguma esfera positiva e luminosa, também receberá o fluxo da vela do mesmo jeito, incorporando-o ao seu corpo energético e fortalecendo seu magnetismo mental.

Saibam que o fluxo irradiante de uma vela, se for ativado por sentimentos virtuosos, é muito positivo e gratificante a quem o receber.

Só que, no caso de quem ativa negativamente uma vela contra alguma pessoa ou espírito, acontece uma reação imediata e fulminante da Lei Maior e da Justiça Divina, pois quem a ativou perdeu sua própria luz e, com o tempo, a dor de quem foi atingido retornará e o atingirá com o rigor da lei.

Nem é necessário dizer que uma magia divina jamais poderá ser ativada com fins escusos. Ela simplesmente não funcionará, mas a reação virá do mesmo jeito.

Portanto, uma vela só deve ser acesa por um bom motivo e por sentimentos virtuosos, pois, na mesma proporção, a Lei Maior retribuirá com luz Divina quem deu luz a alguém necessitado ou merecedor de suas irradiações.

O ato de acender velas brancas ao Anjo da Guarda é muito positivo e funciona mesmo. Ele tanto a usará para atuar em favor da pessoa guardada por ele, quanto para energizar-se com uma irradiação ígnea poderosíssima, capaz de acelerar imediatamente suas vibrações e expandir suas irradiações mentais, pois como já comentamos, seu mental será fortalecido.

As velas usadas nos templos têm o poder de consumir as energias negativas e os miasmas que são descarregados pelos seus frequentadores dentro de seu campo eletromagnético, assim como, num intercâmbio energético, recebem da divindade à qual foram consagradas um fluxo de energia Divina que se espalha pelo altar e irradia-se pelo espaço interno, alcançando quem se encontrar dentro dele.

Magísticamente, as velas criam passagens ou comunicações com outras dimensões da vida e tanto podem enviar-lhes suas energias, como podem retirar delas as que estão sendo necessárias a alguém.

Por isso, toda oferenda, ritual ou solicitação de auxílio às divindades e aos guias e protetores espirituais deve ser precedida do ato de acender uma ou várias velas, pois suas ondas serão usadas no retorno e trarão a quem oferendou ou solicitou auxílio um fluxo energético natural (de elemento), ou Divino (de divindade), ou espiritual (do espírito guia).

Em magia, o uso de velas é indispensável, porque são elas que projetam ou captam as energias mais sutis, assim como abrem campos eletromagnéticos limitados ao campo ativo delas, mas que interpenetram outras dimensões, esferas ou níveis vibratórios.

Quando um desses campos eletromagnéticos é aberto magísticamente, ele permanecerá ativo até que seja fechado ou redirecionado contra quem o ativou. Isso caso seja uma magia negativa, pois caso ela seja positiva, não há por que fechá-lo, certo?

O fato é que a umbanda e outras religiões recorrem intensamente ao uso das velas e as usam:

Para iluminar seus altares e suas casas das almas ou cruzeiros;

Quando oferendam às divindades ou aos guias protetores;
Para magias positivas ativadas para cortar demandas, magias negras, feitiços, encantamentos etc.

Os resultados são ótimos e, na maioria das vezes, benéficos, pois só se beneficia realmente quem é merecedor, já que o uso das velas atende a necessidades religiosas regidas pela Lei Maior e pela Justiça Divina em seus recursos mágicos.

Magias negativas, tais como acender vela preta em cima do nome ou da fotografia de alguém; escrever o nome de alguém em uma vela e depois acendê-la de ponta-cabeça; acender velas para amarrar marido, amante ou namorado; acender velas para fechar os caminhos ou as portas de alguém ou para afundar-lhe a vida são entendidas como fraqueza ou negatividade de quem o faz e não demora muito para que a Lei Maior e a Justiça Divina providenciem os merecidos choques de retorno ou punições exemplares a quem recorre a essas magias condenáveis.

Tudo é só uma questão de tempo, pois se podemos agir positivamente, então nada justifica o mau uso que dão às velas e aos mistérios mágicos negativos que são ativados quando são acesas com interesses mesquinhos ou desumanos.

Cores das Velas:
• OXALÁ: Trono Masculino da Fé: vela branca.
• OIÁ: Trono Feminino da Fé: vela branca ou azul-escura.
• OXUMARÉ: Trono Masculino do Amor: vela branca ou azul-celeste.
• OXUM: Trono Feminino do Amor: vela rosa ou azul.
• OXÓSSI: Trono Masculino do Conhecimento: vela verde ou branca.
• OBÁ: Trono Feminino do Conhecimento: vela magenta ou vermelha.
• XANGÔ: Trono Masculino da Justiça: vela branca, marrom ou vermelha.
• EGUNITÁ: Trono Feminino da Justiça: vela laranja.
• OGUM: Trono Masculino da Lei: vela branca, vermelha ou azul-escura.
• IANSÃ: Trono Feminino da Lei: vela amarela.
• OBALUAÍYÊ: Trono Masculino da Evolução: vela branca ou violeta.
• NANÃ: Trono Feminino da Evolução: vela branca ou lilás.
• YEMANJÁ: Trono Feminino da Geração: vela branca ou azul-clara.
• OMULÚ: Trono Masculino da Geração: vela branca ou roxa.

Fonte:
Textos extraídos dos livros "Umbanda Sagrada" e "Magia Divina das Velas" de Rubens Saraceni.

Biosteopraxia - Base Bioenergética



A Biosteopraxia é uma técnica de cura que visa corrigir subluxações das distintas articulações dos pacientes, as quais são diagnosticadas e corrigidas utilizando técnicas concebidas com base na combinação da Cura Óssea Ancestral, da Osteopatia, da Quiropraxia, da Cinesiologia, da massagem e da Bioenergia.

Esta terapia visa melhorar as alterações através da biomecânica do corpo humano, mediante a manipulação e ajuste da coluna vertebral e sistema músculo esquelético, sem fazer uso de força excessiva, utilizando as mãos, tendo o cuidado de preservar e restaurar a mobilidade, o alinhamento, a flexibilidade e descarga.

Pode ajudar em:
- Luxações e subluxações articulares
- Dores no ombro
- Dores no braço e antebraço
- Dores de Túnel do Carpo
- Dores no pescoço
- Dores nas costas
- Dores e alterações no quadril
- Dores no cóccix
- Dores e desgastes no joelho
- Dores no tornozelo, entre outros.

Fonte: Colégio de Biomagnetismo e Bioenergética do Chile.

História do Reiki



Mikao Usui nasceu em 15 de agosto de 1865, em Taniai Mura, prefeitura de Gifu, no Japão. Foi casado e teve três filhos. Exerceu várias profissões, entre elas a de funcionário público, como secretário particular do Sr. Shimpei Goto (ministro das relações exteriores, governador de Taiwan, ministro dos correios e prefeito poderoso em Tóquio). Em suas viagens como secretário, esteve na Europa, nos Estados Unidos e na China e era conhecedor de línguas antigas, incluindo o sânscrito. Era um homem de talentos variados e um amante dos livros.

Mikao Usui

A tradição conta que buscava conhecimentos sobre cura e ele mesmo relata isso, em uma entrevista feita em torno de 1922, um dos poucos documentos que temos a seu respeito (referência do livro Reiki: o legado de Mikao Usui, de Frank Petter). Após muitos anos de estudos, pesquisas, ardoroso treinamento e meditações, Mikao Usui retirou-se para o Monte Kurama, como faziam alguns monges, pretendendo a iluminação e, após 21 dias, recebeu o resultado de seus esforços. Isso aconteceu em 1922. Usui tinha, então, 58 anos de idade.

Chujiro Hayashi

Após sua descoberta, Mikao Usui resolveu divulgar a técnica, dando-lhe o nome de Reiki. Tratou inúmeras pessoas e ministrou muitos cursos. Fundou uma organização em Tokyo, a Usui Shiki Reiki Ryoho, que existe até hoje. Alguns de seus principais discípulos foram Ushida (seu sucessor) e Hayashi (ambos, oficiais da marinha imperial japonesa). Durante uma estada em Fukuyama, Usui teve um ataque cardíaco fatal e morreu no dia 09 de março de 1926, aos 62 anos de idade.

Hawayo Takata

A ponte para o Reiki no Ocidente deu-se por intermédio do Dr. Chujiro Hayashi. Nascido em 1878, Hayashi era médico e comandante da marinha imperial japonesa. Após a morte de Usui, fundou uma clínica em Tokyo, onde se dedicou à cura e à formação de novos mestres. Entre seus discípulos, estava Hawayo Takata que inicialmente o havia procurado para curar-se. Como clínico, Hayashi produziu vasta documentação sobre a aplicação do Reiki. Hayashi morreu no dia 10 de maio de 1941.

Phyllis Lei Furumoto

Takata nasceu em 24 de dezembro de 1900, na Ilha das Flores de Kawai, Havaí. Era filha de camponeses imigrantes japoneses e trabalhava na cultura de bambu e de cana-de-açúcar. Também trabalhou no comércio e como governanta de uma mansão, onde permaneceu por vinte anos. Em 1935, seus pais retornaram ao Japão para um período de férias, quando sua irmã, de apenas 25 anos, morreu. Takata foi ao Japão dar a notícia aos pais e tratar da saúde, ocasião em que conheceu a clínica de Hayashi. Curou-se, interessou-se pelo Reiki e permaneceu ali por um ano, estudando e trabalhando como colaboradora. Voltou ao Havaí e instalou-se em Hilo, onde funcionou seu primeiro consultório, com muito sucesso. Em 1937, Hayashi foi ao Havaí, permanecendo por seis meses, dando palestras e atuando com o Reiki. Em 1938, iniciou Takata como mestre e a autorizou a transmitir a técnica. Após a segunda guerra, Takata mudou-se para os Estados Unidos, dedicando-se a tratamentos com Reiki e ministrando cursos. Faleceu em 12 de dezembro de 1980, indicando, como sucessora, sua neta Phyllis Lei Furumoto.

Jason Thompson

No início da década de 80, o Reiki chegou à Europa por meio de Brigitte Müller. Em 1982, houve o primeiro seminário de Reiki, no Brasil, Rio de Janeiro, ministrado pelo americano, Stephen Cord Saiki. Em 1988, Jason Thompson e Claudete França, iniciados pela mestra Kate Nani, da Califórnia, EUA, iniciaram a divulgação do Reiki, no Brasil.

Claudete França

Atualmente, no Brasil, vêm sendo introduzidos novos conhecimentos, através de Frank Arjava Petter, mestre de Reiki alemão, que viveu no Japão por 12 anos e foi aluno da Sra. Yamaguchi, também, uma das discípulas de Hayashi. Enquanto a Sra. Takata recebeu e introduziu influências de outras culturas (mormente a tibetana) na divulgação do Reiki, os ensinamentos provenientes da Sra. Yamaguchi conservam os conhecimentos mais próximos do Reiki original, visto que aprendeu diretamente de Hayashi e nunca se afastou do Japão.

Tadao e Chiyoko Yamaguchi

O conhecimento sobre a existência da Sra. Yamaguchi chegou ao Ocidente (e no próprio Japão, pois levava uma vida simples e no anonimato) apenas na década de 90 e só então passou a ensinar o que aprendera com seu mestre. A Sra. Yamaguchi faleceu em 2003, tendo fundado, com seu filho, o Sr. Tadao Yamaguchi, o Instituto de Jikiden Reiki, no Japão. O Sr. Tadao a substituiu, então, com o objetivo de dar continuidade à divulgação da técnica pela "transmissão direta" que é o que significa a expressão "Jikiden", ou seja, ensinar exatamente como foi aprendido pelo mestre. Frank Arjava Petter passou a ser seu discípulo e, no momento, eu também estou me dedicando a esse aperfeiçoamento, através dos cursos e estudos com esses meus dois novos mestres.

Frank Arjava Petter

Fontes:
Os relatos históricos desta página foram tirados dos livros, das correspondências (newsletters) e dos cursos realizados com o mestre Frank Arjava Petter.

Fotos:

Internet.

A Energia das Pedras e dos Cristais





Ágata: Pedra de proteção, saúde e sorte. Ajuda no equilíbrio físico e mental. Protege o lar gerando bem estar.


Ágata de Fogo: Influencia o sistema endócrino e estimula as células da memória.



Água Marinha: Pedra que transmite paz, alegria e felicidade, especialmente nos relacionamentos.



Ágata Musgo: Muito benéfica para os sistemas digestivos, circulatórios e purificador, e ajuda a aliviar a depressão, equilibrando a luta entre os hemisférios direito e esquerdo do cérebro.



Ágata de Botswana: Benéfica para o sistema digestivo, circulatório, para a pele e para o cérebro.



Albita: Auxilia na cura da depressão. Ajuda o sistema imunológico e em problemas respiratórios. Pedra anti estresse.



Amazonita: Pedra do sucesso, sorte e elevação espiritual. Acalma o coração e o sistema nervoso.



Angelita: Aumenta o desenvolvimento espiritual e a iluminação do corpo e da mente.


Ametista: Transmuta as energias negativas. É uma pedra calmante, pois ajuda a controlar os vícios e os maus hábitos, a dor, a ansiedade e a insônia.



Ametrino: Pedra com grande capacidade de regular o equilíbrio emocional, espiritual e mental. Ótima para meditação.


Apatita: Pedra calmante. Auxilia no emagrecimento, pois ajuda a eliminar a fome. A apatita está relacionada ao amor incondicional, dispersa pensamentos confusos, melhorando a concentração e estimula a clarividência.


Aragonita: Ajuda no equilíbrio físico e mental.



Atacamita: Beneficia os órgãos genitais, e produz um bom efeito sobre a glândula tireoide e sobre o sistema nervoso. 



Aventurina: supostamente benéfica o timo, o sistema nervoso e o estado geral da mente.



Azeviche: Contribui para dissipar energias negativas.



Azurita: Melhora a meditação e a telepatia. Ajuda a desenvolver o autoconhecimento.


Barita: Ajuda a eliminar as radiações eletromagnéticas.



Berilo: Favorece a comunicação com as pessoas. Fortalece a aura e transmite felicidade.


Bronzita: Afasta pensamentos negativos e inveja. Ótimo amuleto contra magias. Provoca serenidade e bem estar.



Calcedônia: Ajuda a tornar as pessoas mais positivas. Alivia pesadelos deixando o sono tranquilo.



Calcita Amarela: Ajuda na memorização. Pedra relacionada ao intelecto e a sabedoria.


Calcita Azul: Equilibra as emoções, remove bloqueios para que as emoções possam fluir livremente. Reduz a intensidade dos traumas.


Calcita Laranja: Afasta a negatividade. Favorece o fluxo de energia criativa.



Calcita Mel: Melhora a capacidade mental. Deixa a pessoa mais sábia e inteligente.



Calcita Óptica: Possui a propriedade da refração dupla, melhora a visão.



Cianita Azul: Pedra que cura problemas de garganta, laringe e rouquidão,



Cianita Preta: Pedra eficiente para limpeza da aura e da psique. Ela remove a negatividade do corpo.



Citrino: Pedra do sucesso profissional e do dinheiro. Auxilia em problemas de má digestão, infecção renal e bexiga.


Charoíta: Transmuta a negatividade e purifica o corpo. Regula a pressão e o batimento cardíaco.



Creedita: Benéfica para o sistema de limpeza do organismo e útil para a desintoxicação do sangue.



Crisoprásio: Pedra da esperança, força e coragem. É calmante e proporciona equilíbrio físico. Indicada para problemas de circulação sanguínea.



Crisocola: Aumenta o amor próprio; alivia medos, culpas e ilusões.



Cornalina: Favorece a concentração, a memória e ampliação da capacidade mental. Ajuda a tomar decisões corretas em casos de amor ou amizade.



Cuprita: A literatura a sugere para pessoas com dificuldades de lidar com a figura paterna ou autoridades. 


Diamante: Amplia a energia do usuário, inclusive, infelizmente, qualquer energia negativa que este possa ter. Porém, se a energia for positiva, ela será ampliada a ponto de alcançar a pureza da luz branca.



Diamantes Herkimer: atuam ajudando-o a reconhecer os sinais de stress antes que eles possam trazer algum dano físico.



Diopsídio: Ajuda a diminuir febres, dores e espasmos musculares.



Dolomita: Ajuda a eliminar a tristeza, purifica o corpo e a alma. Bom contra doenças de pele e dos ossos.



Enxofre: Pedra de proteção. Através da limpeza energética, ajuda a eliminar a raiva e o egoísmo. O enxofre é famoso por apresentar propriedades antissépticas.




Esmeralda: É uma pedra rejuvenescedora. Purifica e equilibra o interior, o emocional e o físico da pessoa. Seu uso constante favorece a aquisição de riqueza.



Estromatólito: Ajuda na concentração. Excelente para os ossos devido ao cálcio.



Fluorita: Beneficia os dentes e os ossos. Alivia a artrite, o reumatismo e dores na coluna.



Fuchsita: Esta pedra ajuda a melhorar a criatividade e imaginação. Ótima para aprimorar a apreciação da arte.


Galena: Ótima para mente e experiências telepáticas.



Granada: Pedra estimuladora sexual. Regula a circulação sanguínea e fortalece o coração.


Heliodoro: Aumenta a percepção psíquica, o otimismo e a felicidade. Esta pedra melhora os vínculos do relacionamento amoroso. É utilizado como amuleto protetor contra tempestades



Heliotrópio: Pedra que proporciona coragem, elimina o medo e a raiva. Reforça e protege o sistema imunológico.


Hematita: Pedra de cura, filtra o sangue e fortalece os órgãos purificadores; fígado, rins e baço. Atua contra a ansiedade e o estresse.


Howlita: É uma pedra calmante. Fortalece ossos e juntas. Tem efeito diurético regulando o metabolismo. Equilibra a absorção de cálcio.


Hidenita: Pedra de ligação espiritual, iluminação, compaixão e paz. Tem ação sedativa devido ao lítio.



Iolita: Promove aumento da responsabilidade.



Jade Nefrita: Pedra de cura, sabedoria e amor. Purifica e traz equilíbrio emocional da mente e da alma.


Jade Jadeíta: Pedra de cura, magia e poder. Purifica os centros de energia, promovendo harmonia.


Jaspe Elefante: Auxilia nos problemas com o sangue e aparelho circulatório. Traz alívio aos pesadelos e distúrbios do sono.



Jaspe Estrelado: Harmoniza e fortalece o lado espiritual.


Jaspe Florido: Pedra da alegria.



Jaspe Leopardita: Trabalha o sucesso e a criatividade. Indicada para executivos.



Jaspe Listrada: Pedra de cura. Acalma e suaviza a ansiedade.



Jaspe Marrom: Ajuda a dar mais confiança, pedra antidepressiva.


Jaspe Porcelana: Pedra de cura, atua no sistema digestivo.



Jaspe Sanguíneo e Vermelho: Protege contra a negatividade, acalma os nervos e ajuda a estimular a circulação. Indicado na gravidez.



Jaspe Zebra: Pedra da cura.



Kunzita: Pedra do amor, utilizada para equilibrar as emoções.


Labradorita: Acalma e equilibra a alma e a aura, atenua explosões de raiva e fortalece a memória.



Lápis Lazúli: Aumenta as energias positivas. É uma pedra que proporciona uma profunda meditação e possui propriedades de cura e de purificação.



Larimar: Pedra com a energia das águas. Traz paz e claridade,emitindo energia de cura e amor.




Lepidolita (Mica Rosa): Ajuda a acabar com a depressão, estresse, e distúrbios do sono.


Limonita: Boa para circulação e amnésia.



Magnetita: Melhora a circulação do sangue. Atrai amor, sorte e saúde. Ajuda na meditação.



Mangano: Purifica e abranda os sentimentos mais elevados do coração. Traz tolerância, empatia, amor, aceitação e atitude de viver e deixar viver.



Malaquita: Pedra de equilíbrio e sucesso. Limpa a alma. Aumenta o sistema imunológico. Libera o corpo de energias negativas.

Morganita: Benéfica ao sistema nervoso e pode proporcionar um sentido de calma a uma existência que, de outra forma, seria aflita.



Obsidiana Flocos de Neve: Pedra da luz. Protege contra as energias negativas.



Obsidiana Mogno: Pedra de proteção.




Obsidiana Lagrima de Apache: Ajuda a combater pesadelos e absorve as energias negativas.



Olho de Boi: Ajuda a ter consciência e clareza de pensamento, proteção e coragem.



Olho de Gato: Pedra da intuição. Atua na determinação, força mental, força de vontade e ajuda a vencer obstáculos.



Olho de Tigre: Pedra de proteção, afasta o olho grande e ajuda a pensar mais claramente.



Olho de Falcão: Pedra que ajuda a percepção de si próprio e de seu entorno. Afasta pessoas más e invejosas.



Ônix: Aumenta a concentração mental e promove o autocontrole. Usada para proteção, autodefesa contra negatividade. Alivia a apatia e o estresse.


Ônix Argentino: Pedra de ancoramento. E utilizada para eliminar mágoas, aumentar o autocontrole e para ajudar a tornar decisões.




Opala: Podem intensificar a consciência cósmica e trazer alegria e criatividade. 


Opala de Fogo: Traz luz para a alma, afasta a depressão e gera equilíbrio dos chacras. Pedra da fé e criatividade, indicada para melhorar os negócios.



Pedra da Lua: Pedra da mulher, ajuda na menstruação, alterações hormonais, incômodos físicos e psíquicos, fertilidade.



Pedra do Sol: É uma pedra que traz luz, diminui a melancolia e depressão. Na meditação, envolve a pessoa com um manto de luz que mantém as influências negativas à distância.



Pedra da Cruz (Quiastolita): É a pedra da sorte por excelência, atrai riqueza, amor e poder.



Peridoto: Libera e traz à tona as toxinas, neutralizando-as, contribui para a limpeza mental, colocando os problemas em destaque.



Pirita: traz prosperidade e dinheiro. Regula os fluidos do corpo, gerando harmonia para os órgãos e glândulas.


Quartzo Rosa: Pedra que incentiva o amor. Regula abalos emocionais como tristezas, temores, ressentimentos e mágoas, trazendo a realização pessoal e a paz interior.



Quartzo Azul: favorece as relações e a expressão. Pedra da paciência, tolerância e compaixão. É calmante, anti inflamatório e regula os hormônios.



Quartzo Rutilado: Pedra calmante sobre a mente, da proteção e do sucesso. Propicia bem-estar, harmonia e ajuda no raciocínio.


Quartzo Fumê: Neutraliza energias negativas. Aumenta a criatividade e alegria. Equilibra as emoções. Talismã de boa sorte.



Quartzo Incolor: Proporciona clareza de pensamentos, harmonia e equilíbrio. Estimula as funções cerebrais ampliando o poder de receber e transmitir energia.



Quartzo Turmalinado: Todos temos dentro de nós elementos que parecem em conflito, mas que podem trabalhar juntos harmoniosamente. O Quartzo Turmalinado contribui para este processo.



Quartzo Verde: Pedra de cura. Restaura o equilíbrio e promove o bem estar.


Rodocrosita: Boa para depressão, pois melhora a autoestima. Ajuda na infertilidade e gera maior satisfação e amor sincero. Ajuda no processo criativo.



Rodonita: Alivia a ansiedade e o cansaço mental. Promove a calma e um sentimento de confiança.



Rubi: Protege contra os agouros de pessoas invejosas. Aumenta a confiança e o poder de liderança.



Rutilo: Elimina lembranças do passado que tenham um efeito negativo sobre o presente. É um mediador na auto confrontação e pode neutralizar efeitos de auto desprezo.



Safira: Boa para depressão, pois melhora o ânimo. Acalma os nervos e ajuda na concentração.



Sárdio: Alguns curadores sugerem-no para feridas abertas e para o sangue. Pode ser benéfico para os órgãos de limpeza e ao fortalecimento da mente.




Sardonix: Conhecida pelos seus efeitos sobre os ossos e os pulmões. A literatura especializada recomenda seu uso para depressão e questões amorosas. 




Selenita: Pedra de limpeza e energização.



Serpentina: Traz serenidade e equilibra o humor, ajuda no bom senso. Auxilia no sistema digestivo.


Sodalita: Ajuda a ativar o pensamento lógico. Favorece a comunicação e a expressão criativa. Melhora o equilíbrio emocional.



Silimanita: Pedra de confiança, proteção e sorte.



Spinel: Encoraja moderação a todos os excessos e ajuda na desintoxicação do sangue e da mente.


Topázio: Suaviza a raiva e as preocupações, fornece ajuda no equilíbrio emocional e espiritual, aumenta e capacidade telepática, ajuda na regeneração dos tecidos.



Topázio Imperial: Melhora problemas com o sono, depressão e o mau humor, transmitindo felicidade.



Turmalina: Tem uma capacidade limpadora que permite purificar uma existência inteira. 



Turmalina Azul: Mesma qualidade básica da Turmalina Verde, Vermelha ou Melancia, embora produza benefícios específicos para a parte superior do tronco, o sistema pulmonar e o sistema imunológico.



Turmalina Melancia: Boa para resolver problemas; ela nos ajuda a aceitar o passado e torna o presente o mais confortável possível.



Turmalina Negra: Filtra as energias negativas, raiva, ressentimentos, contra inveja e reduz as tendências neuróticas.



Turmalina Rosa: Pedra com alto poder de cura. Purifica o sangue e acalma o coração. Desenvolve o amor próprio, gera alegria e entusiasmo na vida.



Turmalina Transparente: Benéfica para o sistema imunológico e para desintoxicação do corpo inteiro. 



Turmalina Verde: Pedra curativa em todos os sentidos. Purifica e fortalece o sistema nervoso. Alivia a fadiga e a exaustão.


Turmalina Vermelha: Pouco se conhece dessa pedra. Alguns autores sugerem seu uso em combinação com a Indocolita de modo a obter resultados semelhantes ao obtidos pela Turmalina Melancia. 




Turquesa: Proporciona uma sensação de bem estar ao organismo. Transmite alegria.



Unakita: Equilibra o Yin e o Yang, antidepressiva e diminui tensões.


Variscita: Beneficia o sistema nervoso, os olhos e as pessoas que desejam investigar experiências de vidas passadas. 


 

 

Zeolita: Poderosa pedra de limpeza. Usada para purificação de ambiente.


Zircônio: Auxilia-nos a procurar paz e quietude. Benéfico para os sistemas de limpeza e permite um sono mais reconfortante.


Fonte:
  • Internet
  • João Carlos Magalhães
  • significado-das-pedras.blogspot.com.br